CONSIDERAÇÕES SOBRE OS LIMITES MORAIS DA MANIPULAÇÃO GENÉTICA – DE PLATÃO A MICHAEL SANDEL

Evandro Monteiro de Barros Junior, Erika Costa Barreto Monteiro de Barros

Resumo


Este artigo possui o escopo de apresentar considerações sobre os limites morais da manipulação genética em uma abordagem desde os ideais platônicos aos mais modernos pensamentos do jurista-filósofo norte-americano Michael J. Sandel, e isso, diante das mais novas técnicas e descobertas da biomedicina e da engenharia genética, e sobretudo no prisma do direito e da bioética. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

ISSN: 1679-9844 
  

 This work is licensed under a Creative Commons License Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.