ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS COM PRODUTORES DE MANDIOCA: O PROJETO LETRA

Rita Carolina Gondim da Fonseca Jerônimo, Glessiane Coeli Freitas Batista Prata

Resumo


A pesquisa busca compreender o projeto LETRA – proposta de leitura e escrita para trabalhadores rurais, elaborado e executado pelo Centro de Pesquisa e Acessoria – ESPLAR nos anos de 1991 a 1993, com o objetivo de contribuir com a implementação do acervo do Núcleo de Referência em Educação de Jovens e Adultos no Ceará-NEJAHM-CE, como integrante do Centro de Referência em Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Região Nordeste. O ESPLAR apesar de não possuir uma linha específica de educação de jovens e adultos realizou uma parceria com a Fundação Americana W. K. Kellogg e deu início à discussão e realização do projeto de alfabetização de pessoas jovens e adultas para que a implantação do projeto da mandioca, no semi-árido cearense tivesse maior êxito. O ESPLAR fez um debate interno e concluiu que o projeto de alfabetização era interessante para o contexto, o que também foi discutido no o Comitê da Mandioca. O projeto denominado LETRA atuou durante três anos e teve como objetivo formar também os professores das localidades em que o projeto “Desenvolvimento da Mandioca” atuou alfabetizando os trabalhadores do cultivo da mandioca. A pesquisa, de caráter qualitativo e o estudo de caso como estratégia. Foram empregados como instrumentos entrevistas e análises de documentos. Para registro dos dados, contou com o uso de um gravador e diário de campo. Os dados finais, demonstrativos destes resultados, apontam, inicialmente para índices que consideramos Acima da média, relativo ao progresso na leitura e na escrita: 77,7% dos alfabetizando leem, 79,9% escrevem e 100% escrevem o nome, após terem frequentado as sessões de alfabetização. Como pano de fundo deste aproveitamento, há um percentual de evasão considerado baixo – 26,4%. Enfim, a equipe acredita que a adoção de uma postura de privilegiamento das situações intra-classe, logo desde o início do segundo ano de trabalho, significou uma modificação substancial que oportunizou maiores possibilidades e espaços às atividades de leitura e escrita, implicando, consequentemente, a otimização dos índices finais de aproveitamento por parte dos alfabetizandos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexing:

       
   
   
   
ISSN: 2358-8411 
 

 This work is licensed under a Creative Commons License Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.