A EJA COMO POLÍTICA AFIRMATIVA NA ESCOLA EM PERSPECTIVA ÀS QUESTÕES ETNICORRACIAIS

Gabriela do Rosário Silva, Yuri da Silva Kurosawa

Resumo


O presente trabalho versa sobre as possíveis relações entre a EJA e as Políticas de Ação Afirmativa, o que implica em pensar a EJA como uma Política Pública de Ação Afirmativa que visa à inclusão social da população afrodescendente. Assim, o mesmo contempla como objetivos, discutir o papel da EJA como uma política de ação afirmativa no âmbito escolar, conhecer a relação existente entre as políticas públicas de democratização da educação e os ingressantes da EJA, ou seja, as peculiaridades e motivações do seu público alvo; bem como contribuir no debate acerca das políticas públicas e sociais em seu caráter inclusivo, a partir da EJA como modalidade de Educação. Para sustentar este estudo, reportam-se as considerações feitas por Carreira (2014), Bezerra & Colaco (2013), Passos (2010) e Silva (2009). Como conclusão advinda deste, pode-se considerar que  o trabalho  pode estar contribuindo no debate acerca das políticas públicas e sociais em seu caráter inclusivo, a partir da EJA como modalidade de Educação, no sentido de destacar a mesma não como uma modalidade de ensino compensatória, mas sim uma prática de ensino que concretiza as políticas públicas de igualdade e justiça, em que o aluno é visto como o ator principal de sua história, contribuindo para uma educação crítica e de superação aos desafios.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexing:

       
   
   
   
ISSN: 2358-8411 
 

 This work is licensed under a Creative Commons License Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.