INCIDÊNCIAS DE LESÕES DO FUTEBOL DE AMPUTADOS INCIDENTS OF AMPUTEE FOOTBALL INJURIES

Carlos Alberto Santos, Karina Barbosa de Souza, Laila Moussa, Marcia R Pinez

Resumo


INTRODUÇÃO: A amputação é a retirada cirúrgica total ou parcial de um membro. Apesar do futebol ser um esporte popular no Brasil, o futebol de amputados é desconhecido pelo público em geral. A alta incidência de lesões no futebol de amputados ocorre por desequilíbrios musculares e por falta de condicionamento físico ocasionado pela deficiência. OBJETIVOS: Verificar as principais lesões do futebol de amputados e comparar a frequência e os tipos das lesões. METODOLOGIA: Foi realizado um estudo descritivo, do tipo transversal, quantitativo, no mês de novembro de 2016, através de um questionário autoaplicável para inventariar as lesões mais comum na modalidade. Participaram do estudo 32 jogadores do sexo masculino, do Time Smel Mogi Só Vida Futebol de Amputados. RESULTADOS: A média de idade dos atletas avaliados foi de 32,8 anos, e a média do tempo de treinamento de 3,5 horas por semana; destes 50% relataram ter sofrido lesões. Os resultados demonstraram que a amputação mais comum era a transfemoral em 13 atletas, sendo a articulação do joelho a mais acometida, em 30% deles. A principal lesão foi a entorse com 41,38% de relatos. Tratando-se do mecanismo de trauma, 44,44% dos atletas relataram ter sofrido a lesão durante a marcação do adversário. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Pode-se concluir que as lesões mais comuns relacionadas ao futebol de amputados masculino foram as entorses de joelho com 41,38% de relatos, havendo desta forma, a necessidade de priorizar a prevenção com o propósito de reduzir o índice de lesões.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexing:

       
   
   
   
ISSN: 2358-8411 
 

 This work is licensed under a Creative Commons License Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.