A ESTIMULAÇÃO PRECOCE COMO UMA FORMA DE PREVENÃO E PROMOÇÃO DE SAÚDE DA PESSOA HUMANA

Danielle Soares da Silva, Gésika Viana Amorin Kelly, Kelly Laia Machado, Mariana Fernandes Ramos dos Santos

Resumo


O desenvolvimento infantil é um processo multiprofissional que se inicia com o nascimento que engloba o crescimento físico e a maturação neurológica, comportamental, cognitiva, social e afetiva da criança. De 0 a 3 anos o cérebro se desenvolve rapidamente, constituindo oportunidade para o estabelecimento de funções visando independência e autonomia, onde se faz necessário que haja maiores estimulações lúdicas através de brincadeiras e ações de coletividade.  Sendo o brincar uma via de acesso de suma importância nesta prevenção e promoção de saúde, pois estimula o potencial de cada criança no consultório e no ambiente natural, no direcionamento de tipo, ritmo, velocidade dos estímulos, que provoquem reação, potencializa pais e responsáveis na interação, comunicação, afeto, prevenindo distúrbios emocionais e doenças sinestésicas e orienta pais e comunidade num sentimento de envolvimento e pertença. Fazem-se necessárias cada vez mais ações que visem estimular a criança e ampliar suas competências, abordando os estímulos que interferem em sua maturação, para favorecer o desenvolvimento motor e cognitivo, com enfoque nas relações sociais e no brincar, como forma de prevenir quadros psiquiátricos bem como promover tratamento dentro desta realidade, se o brincar é o maior direito de acesso a criança é no brincar que o tratamento se estrutura.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexing:

       
   
   
   
ISSN: 2358-8411 
 

 This work is licensed under a Creative Commons License Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.