ELEMENTOS MICROBIANOS E PARASITÁRIOS ISOLADOS DE ESTUDANTES DA ÁREA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE USUÁRIOS DE LENTES DE CONTATO

Antonio Neres Norberg, Alcemar Antonio Lopes Matos, Maria de Lourdes Ferreira Medeiros de Matos, Paulo César Ribeiro, Edyala Oliveira Brandão Veiga, Nicolau Maués Serra Freire

Resumo


Diversos agentes bacterianos e parasitários podem colonizar a mucosa conjuntival e a pálpebra, participando da flora normal. Entretanto, estes microrganismos podem tornar-se patogênicos quando fatores externos, deficiências na imunidade ou alterações fisiológicas afetam a região ocular. O objetivo desta pesquisa foi identificar espécies de ácaros e bactérias em estudantes da área das Ciências da Saúde usuários de lentes de contato e orientá-los em relação ao uso adequado desse instrumento. Foram avaliados estudantes voluntários assintomáticos, e em 48 foi feita a remoção manual de cinco pestanas para a pesquisa microscópica de ácaros. Em 110 acadêmicos, foi coletado material do saco conjuntival, que foi posteriormente semeado em meios artificiais de cultura para a pesquisa de bactérias. Dentre os 48 investigados, 60,4% estavam parasitados por ácaros identificados como Demodex folliculorum. Dos 110 investigados para pesquisa de microbiota conjuntival, as culturas bacterianas foram positivas em 39 estudantes (35,5%). Dentre os que apresentaram culturas bacterianas positivas, os resultados foram: 19 (48,75%) Staphylococcus coagulase negativa, 8 (20,5%) de Staphylococcus aureus, 4 (10,3%) de Corynebacterium spp., 2 (5,1%) de Streptococcus a-haemolyticus, 3 (7,7%) de Bacillus spp., 2 (5,1%) de Pseudomonas aeruginosa, 1 (2,6%) de Serratia marcescens. O teste de sensibilidade aos antibióticos revelou que duas cepas de S. aureus isoladas de estudantes frequentadores do ambiente hospitalar foram resistentes à vancomicina e à oxacilina, e sensíveis somente à gentamicina entre os vários antibióticos testados, portanto, essas duas cepas são consideradas multidrogarresistentes. Como os estudantes não apresentavam evidências de manifestações clínicas oculares, os ácaros e as espécies de bactérias encontradas foram considerados como constituintes da microbiota normal da pele, da pálpebra e da mucosa conjuntival. Entretanto, o uso inadequado das lentes de contato poderá constituir-se em um dos fatores predisponentes de infecções oculares.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexing:

       
   
   
   
ISSN: 2358-8411 
 

 This work is licensed under a Creative Commons License Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.