CONSIDERAÇÕES SOBRE ORTHOBIOLOGICS PARA OSTEOARTRITE DO JOELHO: INOVAÇÕES, DESAFIOS OU REALIDADE?

Alcemar Medeiros de Matos, Fernanda Castro Manhães, Vivian Sardella de Oliveira, Wagner Mangiavacchi

Resumo


Este estudo tem como objetivo geral analisar por meio de revisão bibliográfica artigos relacionados ao uso de medicamentos disponíveis para o tratamento da Osteoartrite (AO). Nesse sentido, existem várias medicações disponíveis com o potencial de modificar a progressão da osteoartrite por agirem diretamente sobre a fisiopatologia da doença. Dados apontam que, a patologia afeta principalmente quadris, joelhos, mãos e pés, levando a incapacidade e perda de qualidade de vida, sobretudo na população idosa. Entre os medicamentos disponíveis para o tratamento da osteoartrite destacam-se os analgésicos e que não interferem no curso da doença; bem como os anti-inflamatórios, controversos por seus efeitos colaterais; e, por fim, as drogas modificadoras de estrutura, que retardam a evolução da doença. Nesse artigo, será apresentado a utilização do plasma rico em plaquetas -  PRP e células tronco no tratamento da osteoartrite do joelho por meio de estudos recentes. Mais tecnologias para diagnóstico e controle de tratamento da OA, bem como mais estudos multicêntricos são necessários para consolidar o poder do tratamento medicamentoso de outras drogas. Nesse cenário, apresenta-se a ortobiologia e suas modalidades de tratamento com baixa quantidade de estudos científicos, como o plasma rico em plaquetas e as células tronco, porém com resultados significativos para os pacientes acometidos por osteoartrite no joelho.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexing:

       
   
   
   
ISSN: 2358-8411 
 

 This work is licensed under a Creative Commons License Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.