Suicídio: um desafio à escuta fenomenológica

Nílvia Coutinho

Resumo


Os avanços tecnológicos que permitem o acesso a imediato ao que se deseja, trazem consigo um enorme perigo, o afastamento de si mesmo. Estamos na era hiper, o necessário não é apenas fazer algo, mas fazer tudo, cada vez mais e melhor. Nesse processo desmedido de multitarefas o homem se afasta si, destrói sua pessoalidade e em nome da liberdade se autoexplora, tornando-se escravo de sua constante insatisfação. Este processo tem trazido inúmeros adoecimentos mentais, e nesse sentido, a busca pela autenticidade, se coloca como um dos desafios do século XXI.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexing:

       
   
   
   
ISSN: 2358-8411 
 

 This work is licensed under a Creative Commons License Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.