ACESSO E PERMANÊNCIA DE MULHERES COM DEFICIÊNCIA NOS CURSOS SUPERIORES EM COMPUTAÇÃO

Leonelo Dell Anhol Almeida, Marília Abrahão Amaral, Yelitza Fernanda Barrera Juarez, Pricila Castelini

Resumo


A educação superior em computação apresenta barreiras quanto ao acesso e à permanência de mulheres nos cursos desta área. Esta pesquisa tem objetivo de analisar a visibilidade da informação sobre a interseção entre mulheres e pessoas com deficiência, na educação superior em computação. Para tanto, realizou-se uma análise da pesquisa demográfica do IBGE e sobre a educação superior brasileira do Inep. Além disso, realizou-se um estudo de caso em um Núcleo de Acessibilidade e Inclusão de uma instituição federal de ensino superior. Os resultados apontam a invisibilização dos dados sobre a interseção analisada, seja por não estar disponível em notas e sinopses estatísticas das pesquisas nacionais ou pelo acesso limitado de docentes às informações sobre estudantes com deficiência na instituição investigada. Além disso, o estudo de caso revelou que o preconceito, proveniente de docentes e discentes, é ainda a principal barreira enfrentada pelas mulheres com deficiência.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexing:

       
   
   
   
ISSN: 2358-8411 
 

 This work is licensed under a Creative Commons License Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.